No Acre, homem posta foto sorrindo ao lado do corpo de irmão morto e é investigado por apologia ao crime

A Polícia Civil do Acre investiga um outro crime ligado ao homicídio de Denilson Costa de Souza, que foi assassinado com um tiro de espingarda na última terça-feira (17) na zona rural de Boca do Acre, no Amazonas. É que um dos irmãos dele postou uma foto sorrindo ao lado do corpo da vítima como se estivesse comemorando a morte de Souza.

À reportagem, o delegado de Sena Madureira, Marcos Frank, que deu início às investigações, informou que recebeu a foto nesta quinta-feira (19) e que, em uma análise preliminar, o homem que aparece na imagem cometeu, no mínimo, o crime de apologia ao homicídio.

Segundo ele, como a morte da vítima ocorreu no estado vizinho, após concluir as oitivas e receber o laudo cadavérico, o caso deve ser encaminhado para a Polícia Civil do Amazonas para dar continuidade na apuração.

Policiais de Sena Madureira recolheram corpo e encaminharam para Rio Branco — Foto: Reprodução

Policiais de Sena Madureira recolheram corpo e encaminharam para Rio Branco — Foto: Reprodução

A vítima foi morta no Seringal Piedade, que fica às margens do Rio Purus, zona rural de Boca do Acre (AM). O principal suspeito do crime seria um outro irmão da vítima, que ainda não foi localizado. Conforme o delegado, antes do dia do homicídio, a família teve uma briga e a vítima chegou a ferir um dos parentes com um terçado.

A suspeita é de que o crime tenha sido motivado por uma disputa de herança entre familiares. Até esta quinta, cinco pessoas, entre elas três irmãos, um cunhado e um sobrinho da vítima foram ouvidas pelo delegado da cidade.

“Esse que aparece na foto ainda não foi ouvido, também estou surpreso. Fazendo um juízo a respeito dos fatos, tem no mínimo aí o cometimento de um crime, uma apologia ao fato criminoso. Perguntei para a família se esse que aparece na foto seria o autor do homicídio e me disseram que não era. Existe a competência territorial, os fatos ocorreram em Boca do Acre, fizemos algumas oitivas e solicitamos o laudo cadavérico, mas o caso deve ser encaminhado ao município de Boca do Acre. Sobre esse da foto, não sei se ele está aqui em Sena Madureira, mas vamos tentar fazer a oitiva dele para saber o que aconteceu”, disse o delegado.

As informações repassadas às equipes policiais apontam que os irmãos têm uma desavença por conta de uma área de terra deixada pelos pais, que já faleceram.

COMPARTILHAR