Idosa que derrubou obra do governo em Rodrigues Alves, alega ser dona da terra onde estrutura foi erguida e exige indenização

A aposentada Maria Marliz de Souza, 70 anos, que foi filmada quebrando parte da estrutura de uma obra do governo do estado, no município de Rodrigues Alves, se defendeu das acusações de dano ao patrimônio público. Ela disse que quebrou o que está dentro de terras que pertencem a ela, que nunca foram indenizadas.

A idosa afirma que em 2013 o governo do estado iniciou a construção do canal de águas da chuva, dentro de terras dela, quando duas casas chegaram a ser desfeitas e ela nunca foi indenizada por isso. Ressalta ainda a mulher que recentemente foram usados mais 6 metros de um outro terreno dela, e que também não recebeu nada por isso, razão pela qual resolveu quebrar a estrutura. Ela alega também prejuízo ao posto de lavagem de carros que possui em frente à construção.

“Eles nunca me pagaram os terrenos de 2013 e agora pegaram mais 6 metros para construir a casa onde guardam o material de construção. Além do mais, os clientes do meu posto de lavagem agora não conseguem mais entrar para lavar os carros, e eu continuo no prejuízo”, relata.

Maria Marliz diz que não é contra a obra do canal e que não gosta de confusão, mas não vai abrir mão de receber pelas terras dela, usadas na construção. “Eu não gosto de confusão não, mas quero receber o que é meu por direito. Eu avisei ao responsável pela construtora que ia derrubar. Eu já tinha derrubado uma vez e refizeram. Dessa vez não refizeram não, está lá parado”, concluiu.

FONTEAc24horas
COMPARTILHAR