Deputado evangélico faz críticas ao Bolsonaro, que veio ao Acre para encontro com pastores

O deputado Jonas Lima (PT), que também é evangélico, falou durante seu último discurso na sessão ordinária sobre a luta encampada pelos servidores da Educação do Estado, que ocuparam o salão Marina Silva para pedir apoio aos parlamentares. A categoria quer, dentre outras coisas, reajuste salarial maior e convocação dos professores que ocupam o cadastro de reserva.

“Aos servidores do Estado, não desistam da luta de vocês. Esse é o ano da conquista, o governador vai querer ser reeleito e esse é o momento de os sindicatos buscarem a solução para os problemas salariais. Três anos atrás ele se elegeu com essas promessas, então que agora cumpra”, afiançou.

O parlamentar também se posicionou acerca da situação da BR-364, que tem sido tema de debates durante as sessões devido à situação precária que se apresenta. Ele critica os governos federal e estadual pelo ocorrido.

“Sobre a BR-364, ela foi construída para facilitar a vida das pessoas, retirando-as do isolamento. Mas o presidente da República não consegue dar manutenção à estrada, gastei 11h de percurso para chegar aqui.

O presidente vai vir ao Acre, mas a agenda do governador não diz o motivo para tal, se é para entregar obras ou o quê. O que de concreto ele vai trazer para cá? Muitos vinham a essa tribuna dizer que o governo petista era cheio de roubalheira, agora um presidente vem sabe-se lá fazer o quê. Até hoje não foi construída uma casa sequer para a população mais pobre”, criticou.

Jonas Lima finalizou seu discurso afirmando que não será candidato à reeleição, mas seguirá defendendo causas que beneficiem a população mais carente e também o setor rural.

Andressa Oliveira/ Agência Aleac