Aos 190 anos, tartaruga Jonathan é o mais velho animal terrestre vivo

Quando Jonathan, a tartaruga gigante, nasceu, a rainha Vitória era apenas uma adolescente.Enquanto a monarca britânica morreu há mais de 120 anos, Jonathan continua movendo-se em torno do planeta Terra.

Talvez o residente mais famoso de Santa Helena, uma das ilhas mais remotas do mundo, Jonathan celebra neste ano o seu 190º aniversário – fazendo dele a tartaruga mais longeva de todo o sempre.

Segundo o Guinness World Records, Jonathan é o mais antigo quelônio de todo o sempre – uma categoria que engloba todas as tartarugas, cágados e jabutis.

Pensa-se que ele tenha nascido por volta de 1832. Jonathan foi presenteado a Sir William Grey-Wilson – que mais tarde se tornou governador – chegando de Seychelles a Santa Helena em 1882. Mais 31 governadores vieram e foram embora nas décadas seguintes.

Na verdade, Jonathan poderia até ter 200 anos de idade, pois ninguém sabe a sua idade exata, segundo Matt Joshua, chefe do turismo em Santa Helena.

Ele disse à CNN: “Jonathan pode mesmo ter 200 anos, porque as informações relativas à sua chegada à ilha não são exatas e não há nenhum registo real do seu nascimento”.

Outras provas da sua idade surgiram quando uma velha fotografia tirada entre 1882 e 1886 foi revelada. Nela, um Jonathan completamente crescido pode ser visto a pastar no jardim da Plantation House, a residência do Governador de Santa Helena, onde passou a maior parte da sua vida.

Jonathan em fotografia tirada entre 1882 e 1886 / Reprodução

O quelônio mais antigo era Tu’i Malila, uma tartaruga irradiada que viveu até 188 anos, pelo menos. Apresentada à família real de Tonga pelo explorador britânico Capitão James Cook por volta de 1777, Tu’i Malila morreu em 1965.

Desde o nascimento de Jonathan, o mundo mudou imensamente – a primeira fotografia de uma pessoa foi tirada em 1838, a lâmpada incandescente foi inventada em 1878, o primeiro voo a motor foi para os céus em 1903, e em 1969 Neil Armstrong e Buzz Aldrin tornaram-se as primeiras pessoas na Lua. Para não mencionar duas guerras mundiais e a chegada da Internet.

No entanto, o mundo de Jonathan pouco mudou em quase dois séculos – os seus principais interesses continuam a ser dormir, comer e acasalar.

Boa libido

Jonathan é alimentado à mão, pois a velhice deixou-o cego e sem olfato, de modo que desconhece a comida se esta for simplesmente colocada no chão.

A sua audição, porém, é excelente, e responde bem ao som da voz do seu veterinário, segundo o Guinness.

O seu veterinário, Joe Hollins, disse ao GWR que apesar de alguns dos seus sentidos falharem agora, Jonathan ainda tem muita energia – embora ela varie com o tempo.

“Em dias suaves, ele vai tomar sol – o seu longo pescoço e pernas esticadas completamente para fora da sua concha para absorver calor e transferi-lo para o seu núcleo”, disse ele.

Joe Hollins, veterinário de Jonathan / Reprodução

Com tempo mais frio, ele prefere “escavar a si próprio em folhas ou aparas de relva e ali permanecer todo o dia”.

Vivendo ao lado de três outras tartarugas gigantes – David, Emma e Fred – os alimentos preferidos de Jonathan incluem couve, pepino, cenoura, maçã e outras frutas sazonais.

Hollins acrescentou: “Apesar da sua idade, Jonathan ainda tem uma boa libido e é visto frequentemente a acasalar com Emma e por vezes com Fred – os animais muitas vezes não são particularmente sensíveis ao gênero!”

O animal idoso é como uma celebridade na ilha, localizada no Atlântico Sul.

Joshua disse: “Há gerações e gerações de nascidos em Santa Helena, também conhecida como Santos, que têm fotografias da avó com ele quando criança.

Ele é muito amado e as pessoas olham por ele.”

Oficiais na ilha estão atualmente trabalhando nas celebrações do aniversário de Jonathan, que estão planejadas para o final deste ano. Será emitida uma série de selos comemorativos e qualquer pessoa que o visite este ano receberá um certificado com a primeira foto conhecida da sua pegada.