Vendedor ambulante é feito refém e tem mercadoria roubada no Acre

 

Uma ação dos Policiais Militares do 2° Batalhão resultou na prisão de Jhonatan Souza da Silva, de 26 anos, pelo crime de roubo no final da tarde desta quarta-feira, 1°. O crime aconteceu na região do bairro Taquari, no 2° distrito de Rio Branco.

Segundo informações da polícia, a vítima estava vendendo a crediário no bairro em seu veículo e após chegar à residência de uma cliente, Jhonatan e um comparsa identificado como Mateus anunciaram o assalto com uma arma de fogo.

Eles renderam o trabalhador, mandaram que a vítima entrasse no veículo que estava transportando a mercadoria e os levassem até uma casa abandonada na região, que é usada para o tráfico de drogas.

Os criminosos tiraram toda a mercadoria, 17 tapetes, 44 lençóis e colchas, 2 relógios de pulso, 1 notebook, 1 caixa de som, perfumes, 1 celular e uma quantia de R$ 50,00.

Após roubarem o trabalhador, os bandidos mandaram que ele fosse embora no seu veículo. A vitima seguiu até ao Batalhão de Trânsito na Via Chico Mendes e acionou a Polícia Militar.

O vendedor conseguiu junto com os Policiais Militares rastrear o seu celular e seguiram até aonde estava dando a localização, na Travessa do Sol, no bairro Taquari. Os criminosos, ao perceberem os Policiais, correram até aos fundos do terreno da casa na tentativa de fugir.

Durante a ação, um dos criminosos identificado como Mateus, que estava com uma arma de fogo 9mm com 13 munições intactas, ainda chegou a apontar a arma de fogo na direção da guarnição policial, que reagiu e efetuou 7 tiros. Nenhum dos projéteis atingiu o criminoso. Mateus largou a arma e conseguiu fugir pulando vários muros de residências. Já Jhonatan se rendeu e foi preso.

Jhonatan informou aos policiais aonde estava toda mercadoria do trabalhador, os policiais se deslocaram até ao local e conseguiram recuperá-la.

Na casa, os policiais encontraram também papelotes de cocaína e 30 unidades de pasta a base de cocaína.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão a Jhonatan que foi encaminhado juntamente com a droga, a arma de fogo e a mercadoria roubada à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos.

Fonte: Ac24horas

COMPARTILHAR