Após sumir dos radares na Sibéria, avião russo é localizado com sobreviventes

O avião An-28, que desapareceu dos radares, nesta sexta-feira (16), na região siberiana de Tomsk, com 17 pessoas, foi encontrado, segundo autoridades russas.

“Descobriu-se o lugar o pouso forçado do avião. Veem-se pessoas vivas”, declarou o Ministério de Emergências da Rússia, em um comunicado.

O voo ia da cidade de Kedrovy, na região de Tomsk, até a capital regional de Tomsk. O incidente acontece menos de duas semanas depois de um avião similar, um Antonov An-26, cair em um penhasco em meio à baixa visibilidade na remota península de Kamchatka, no extremo leste da Rússia, matando todas as 28 pessoas a bordo.

Um Antonov-28, do mesmo tipo que desapareceu nesta sexta, atingiu uma floresta em Kamchatka em 2012, em um acidente que matou 10 pessoas. Investigadores disseram que os dois pilotos estavam bêbados no momento do choque.

Os padrões de segurança da aviação russa melhoraram nos últimos anos, mas acidentes, especialmente os que envolvem aviões antigos em regiões distantes, não são incomuns.

COMPARTILHAR