Bebê com síndrome de down é levado sem vida à UPA de Rio Branco e médica se desespera ao suspeitar de violência sexual

Um bebê com síndrome de down de 5 meses deu entrada já sem vida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade do Povo, em Rio Branco, após sofrer uma parada cardíaca na noite desta quinta-feira (8), ao chegar no local, a médica suspeitou que a criança tenha sido vítima de abuso sexual.

Antes de ir até a UPA, a família do bebê tentou reanima-lo por cerca de 20 minutos, o procedimento foi repetido pelos profissionais de Saúde, mas também sem sucesso. Ao fazer uma checagem mais minuciosa, a médica de plantão percebeu que o ânus da criança estava com sinais de violência sexual.

A Polícia Militar (PM) foi comunicada e compareceu ao local, a médica chorava muito e estava visivelmente abalada com a situação que encontrou o corpo da criança – ela precisou chamar o marido para ajudar na condução para casa.

O corpo da criança foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os devidos exames e confirmação das suspeitas da médica. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso.

 

Via Ecos da notícia

COMPARTILHAR