Eduardo Bolsonaro chama Léo de Brito de “canalha” em audiência da Câmara

Em audiência realizada nesta quarta-feira, 23, na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados, os deputados Leo de Brito (PT/AC) e Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) protagonizaram uma discussão ríspida, quando o petista questionava o ministro do Turismo, Gilson Machado e o secretário Nacional de Cultura, Mário Frias, convidados a prestar esclarecimentos.

A audiência pública discutia a pretensão do governo Bolsonaro em editar decreto para que seja dada nova interpretação à lei de direitos autorais e ao marco civil da internet impedindo que as redes sociais sofram o que o governo chama de censura ideológica. Os deputados também debatiam o PL 2630/2020, conhecido como Lei das Fake News, que já foi aprovado no Senado e vem sendo debatido na Câmara dos Deputados.

A discussão entre os dois começou com a interrupção de Eduardo Bolsonaro na fala de Leo, naquele momento, Leo questionava os convidados sobre a disseminação de notícias falsas acerca da vacina contra a Covid-19 e sobre o tratamento precoce que não tem comprovação científica, o que segundo o deputado levou muita gente a não confiar na eficácia do imunizante e não se vacinar.

Irritado, Eduardo Bolsonaro interrompeu a fala de Leo de Brito, que reagiu e o chamou de “filhote de genocida”. No vídeo divulgado nas redes sociais, Eduardo Bolsonaro se refere aos petistas como “canalhas e saqueadores dos cofres públicos”, já o petista se refere a Jair Bolsonaro e ao governo como “genocida”, em razão das mais de 500 mil mortes pela covid.

 

Via Ac24horas

COMPARTILHAR