Homem sai para caçar e fica 11 dias perdido em mata no interior do Acre

O trabalhador rural Francisco do Nascimento, de 22 anos, passou por momentos difíceis nos últimos dias. É que ele se perdeu na mata, na região entre Manoel Urbano e Santa Rosa do Purus, no interior do Acre, durante uma caçada e ficou 11 dias desaparecido.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar de Sena Madureira chegou a fazer buscas na região de difícil acesso e percorreu a pé mais de 70 quilômetros, mas não conseguiu localizar o rapaz. As buscas foram iniciadas no último dia 4.

Os militares ainda encontraram um local que teria sido usado como abrigo pelo rapaz enquanto ficou perdido na mata e uma trilha. Ao G1, o tio dele, Raimundo Almeida contou que também ajudou nas buscas pelo jovem.

Ele disse que Nascimento conseguiu sair da mata andando pelas margens do igarapé Bom Jardim até chegar no Rio Purus. Foi quando ele localizou uma casa de uma parente e pediu ajuda.

“Ele mora acima da boca do Chandless, no Rio Purus, em uma colônia chamada Extrema, na beira do rio. Tinha saído com um tio dele para caçar e lá, um seguiu para um lado e outro para outro lado, e ele ficou perdido na mata. Fomos em vários homens atrás dele, inclusive o Corpo de Bombeiros, encontramos a trilha dele e o destino dele foi descendo o igarapé o tempo todo, no rumo do rio. Até que conseguiu sair na beira do rio, perto da casa de uma parente”, contou o tio.

O Corpo de Bombeiros informou que ao retornar para a cidade recebeu a informação de que o rapaz tinha conseguido sair sozinho da mata, na quinta-feira (6). Ele foi levado à unidade de saúde de Manoel Urbano para receber atendimento médico e depois foi liberado.

Em seguida, retornou para a comunidade onde mora. Como o local não tem sinal de telefone, o G1 não conseguiu contato com o rapaz, mas segundo familiares ele está bem.

Fonte: G1 Acre

COMPARTILHAR