Deputado Jonas Lima e Prefeito Isaac se distanciam de Gladson Cameli

No início deste ano, foi cogitada a possibilidade da saída do deputado Jonas Lima e do prefeito Isaac Lima do Partido dos Trabalhadores (PT). Nos bastidores da política era quase certo que ambos iriam para o Partido Progressista (PP).

Quase quatro meses depois nada se concretizou, e o que se vê é um distanciamento dos irmãos Lima de Gladson Cameli. Os mais próximos de Isaac não descartam a possibilidade dele apoiar a chapa Petecão e Jéssica Sales.

Já o deputado Jonas Lima deu sinal de que não segue Gladson Cameli, ao assinar o pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a secretaria de educação do governo do Estado.

Os próprios irmãos Lima não estão se entendendo desde Janeiro deste ano por conta de cargos comissionados dentro da prefeitura. A informação que circula é que a gestão de Isaac está dividida em dois grupos. O grupo mais forte é do prefeito Isaac, que têm a maioria dos cargos do primeiro escalão.

A CPI é o instrumento constitucional utilizado por deputados federais e senadores para apurar fato relevante à vida pública e à ordem legal, econômica e social do país.

A CPI tem poderes de investigação semelhantes aos das autoridades judiciais, mas seu prazo de funcionamento é determinado. O processo de investigação é sumário (inicialmente por 90 dias) e deve apontar a procedência ou não de uma suspeita de transgressão disciplinar ou de um crime.

Tanto as diligências, audiências externas, quebras de sigilo e convocações de depoimentos devem ser aprovadas pelo plenário da CPI.

Depois de concluir as investigações, a Comissão Parlamentar de Inquérito encaminhará suas conclusões, se for o caso, ao Ministério Público, para que este promova a responsabilidade civil ou criminal dos acusados.

Caso os parlamentares achem insuficiente o resultado das investigações para chegar a uma conclusão, a CPI pode ser prorrogada mediante requerimento de um terço dos membros do Senado.

O cronograma de trabalho de uma Comissão Parlamentar de Inquérito é determinado por seus membros, que vão definir as investigações e as tomadas de depoimento. O relatório final é de responsabilidade exclusiva do relator, que deve ser escolhido por votação.

COMPARTILHAR